©2015 por ana c. Meirelles e ateliê

        ouro preto - minas gerais 

31 3350-3015

mezanino

 

 

do italiano mezzanine, serve para ampliar espaços. entre o térreo e o primeiro andar, mezzanine  é o lugar de pausa do ateliê, com janelas de vidro, luminárias, divã, poltronas, olhos e ouvidos abertos. um convite à leitura de verbos que se fazem em imagens, palavras, vídeos, links que estão nos arredores da psicanálise e da cultura. ao subir a escada para o mezanino, é possível encontrar estantes das coisas que se fazem entre o sol nado e o sol posto, coleções permanentes, reservas provisórias, caixas e mais caixas de associação livre ao alcance. 

posts em destaque

a dança de clarice e guimarães

March 23, 2016

1/7
Please reload

posts recentes

31.3.2018

embalados pelos cantores de leitura, livro de maria gabriela llansol, no cuidado e no ritmo da leitura, abrimos mais um tempo, no ateliê, com as escritoras marguerite duras e emily dickinson. 

mas é preciso cuidar da leitura, 

​porque a voz - se for incerta no seu deserto -

​mata,

mata a leitura e o texto______
o tom da voz
a não impostura das suas pausas de silêncio____
é determinante para o cuidado fraterno
a ter com as figuras,
que estão por detrás de nós,
no seu desejo de abrir para si o Ler. (partícula 16)

em​ 2018, na leitura de cartas, romances e poemas, nos deparamos com marguerite duras e emily dickinson, a partir do encontro da escrita dessas mulheres, que até pode vir a ser, cartas de amor e não* - para ninguém, alguém, para o mundo.

atravessando o outono___________________________até o inverno, com início marcado para 02 de abril, na leitura do romance de

​ ​

Marguerite Duras, "Emily L." - onde, nesse ponto da estrada, Emily torna-se também letra de Dickinson:...

Please reload

November 12, 2019

October 24, 2019

October 1, 2019

September 9, 2019

Please reload

arquivo
Please reload

tags