vozes de clarice lispector

"Meu pai acreditava que todos os anos se devia fazer

uma cura de banhos de mar" (C.L.)

Desde 2014, todo dia 10 de dezembro, nos reunimos no ateliê para ler clarice. É o dia do nascimento dela. Demos o nome de VOZES DE CLARICE para esse encontro, onde cada um empresta a voz para o texto de clarice. Esse ano, sem as atividades presenciais no ateliê, resolvemos fazer o Vozes pelos ares, pelos fios, pelos vídeos, pelas redes. Estamos abrindo para receber e recolher essas vozes.


O vídeo-voz pode ser curto e vir (ou não) acompanhado de imagens. Ele pode ser enviado pelo email apol.ouropreto@gmail.com . O envio autoriza o uso das imagens que serão compartilhadas nos canais do ateliê. Cada voz será compartilhada no nosso instagram (na íntegra ou editado). Vamos recolher as vozes recebidas e compor-montar um vídeo-poema para o final do ano, quando clarice completa 100 anos. Uma homenagem, um elogio à sua escrita - a celebração do seu texto que é uma voz que chama.


Para inciar o movimento, abrimos as postagens com a voz da professora Lucia Castello Branco, em um fragmento de Banhos de Mar.




Featured Posts
posts recentes
 

     ©2015 por ana c. Meirelles e ateliê

        ouro preto - minas gerais 

31 3350-3015